Honra a quem tem honra

Amigos

Já faz um bom tempo que tenho vontade de escrever algo que fale sobre pessoas que convivi, por longo ou pouco tempo no meio da Luta Livre. Hoje foi o dia em que lembrei de algumas pessoas e resolvi escrever, se será polêmico ou não fiquem certos que a intenção é apenas dar honra a que se deve.

Empresários (donos de equipes) que eu passei…

Moacir Dornelles foi meu primeiro empresário (Ringuedoze – Porto Alegre – RS), homem de caráter, de visão artística e conhecedor de Luta Livre espetáculo, porém comercialmente muito esperto, inteligente e que pegou a boa época da LLN.

Meu primeiro contrato assinado com ele foi para fazer de 8 a 10 lutas por mês ganhando um valor “X”, porém se ultrapassasse este número de lutas então teria mais “X” por luta, mas ao longo do tempo (o primeiro mês para ser mais exato) as coisas mudaram e tivemos de fazer novo contrato, pois ele viu que teria de me usar muito mais vezes do que foi acordado e que ele estaria perdendo, porque eu estava ganhando muito mais do que ele pensou, então ficamos sem contrato e com valor de “Y” por luta, o que também me rendeu bem porque eu já fazia a média de 13 lutas mês e assim foi até o final, e também foi graças a ele que conheci a Carlos Auricho (TV Excelsior – São Paulo), meu segundo empresário.

Na TV Excelsior, com Carlos Aurichio, tive apenas 5 lutas, duas na TV, onde fiz uma de minhas melhores lutas (na época) com o amigo Moreto (cover do Ted Boy Marino na Excelsior..kkkk), muitas historia nesta luta que outro dia conto, também foi com Carlos que conheci pela primeira vez o amigo Luizão que fazia Fantomas, mas como disse estive pouco tempo com esta equipe, pois logo recebi o convite do Sr. Teti Alfonso, que comandava a equipe na TV Globo do famoso Telecatch Montila com sucesso total. Aceitei e me mudei para o Rio de Janeiro, na casa que tinha para os lutadores, em Botafogo.

Teti Alfonso, um dos empresários mais (se não o maior) íntegros, honestos, amigo e conhecedor deste meio da LLN que conheci até hoje, com uma equipe fabulosa de lutadores, oriundos de vários lugares e países, principalmente da Argentina, e também criados aqui no Brasil.

Também tenho inúmeras historias pra contar sobre minha passagem por esta equipe da Globo, lutas memoráveis, histórias vividas, amigos conquistados e saudades deixadas, mas isto também é assunto para outra ocasião.

Depois de quase um ano no Rio, voltei para Porto Alegre chamado para servir ao exército, quando então me reintegrei a equipe do Moacir Dornelles que depois de algum tempo foi se acabando, por vários motivos, e surgindo algumas equipes extras formadas por lutadores, onde a que mais se sobre saiu foi a Astros do Ringue Equipe Loco Perez , muitas viagens, muitas historias e em meio a este tempo surge uma oportunidade de participar de algumas lutas no Gigantes do Ringue de Michel Serdan.

Com Michel tudo aconteceu devido a um contato, na época por telefone e carta (não tínhamos as condições de comunicação que se tem hoje), onde com os contatos que eu tinha em uma rede de TV (TV Guaíba, retransmissora da TV Record em Porto Alegre na época), consegui que o programa dele passasse a ser transmitido aqui também, onde o Tony Auadi veio e acertou os acordos, graças a esta pequena ajuda recebi o convite (com tudo pago mais cachês) para conhecer e lutar pelo GDR.

Fui e fiz 4 apresentações, uma na TV e 3 fora, e depois disto tive um outro convite, mas isto também é assunto pra outro dia, até já contei parte deste convite e o que fui fazer outra vez no GDR. Depois desta ida ao GDR, me reintegrei a equipe Loco Perez, em Porto Alegre novamente, mas ela também já estava em decadência, e então por motivos particulares, me afastei por longos anos da Luta Livre e deste meio de espetáculos.

Os anos passaram e de repente, meu filho Marcos passa a escrever e comentar sobre LLN para um site e me mostra algumas lutas, da equipe BWF, onde fiquei encantado por um personagem chamado Sônico  (que um amigo chamava de SONIC..kkk), então passei a me interessar novamente por este mundo de show e procurei dar minha contribuição, enviando comentários por este site aos lutadores que eu estava vendo nos videos e desta forma começou uma nova história do meu breve retorno a LLN, que eu vou contar (TUDO), as verdades e as mentiras que aconteceram neste meio durante este período que retornei, as velhas e novas amizades, os velhos e novos desafetos, as minhas burradas e as dos outros também.

Para que o texto não fique muito longo, peço desculpas mas vou ter de fazer em duas partes, este início pra que saibam o que aconteceu comigo e a base do porque o segundo texto vai ter mais a ver com o titulo “HONRA A QUEM TEM HONRA”. Peço paciência e até o próximo.

Fiquem com Deus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *